Sistema interno do Detran-MT está fora do ar há 3 dias e não há previsão de retorno dos serviços

O problema ocorre devido à falha no sistema de tecnologia da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) e da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz).

Sede do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), em Cuiabá — Foto: Mayke Toscano/ Gcom-MT

O sistema interno do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT) está fora do ar desde a última segunda-feira (2), mas vem apresentando instabilidade há cerca de duas semanas.

O comunicado foi feito na página da autarquia. Conforme a assessoria, o problema ocorre devido à falha no sistema de tecnologia da Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) e da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz).

Ainda de acordo com a assessoria da autarquia, não há previsão para a regularização dos serviços, visto que o funcionamento do sistema depende de outros órgãos, mas equipes do governo já trabalham para a regularização.

Em nota, a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) informou que nos dias 27 e 28 de fevereiro foi verificado verificou um fluxo anormal de dados no sistema do Detran, sobrecarregando e causando lentidão no sistema.

Veja a nota na íntegra:

Sobre a instabilidade do sistema do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT), a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) informa que:

1 – Nos dias 27 e 28 de fevereiro, a MTI verificou um fluxo anormal de dados junto ao Detran. Este fluxo muito superior à média dos dados requeridos pelo Departamento estava sobrecarregando e causando lentidão no sistema;

2 – Apesar da instabilidade, a MTI informa que o sistema do Detran não ficou completamente fora o ar. O problema foi identificado e corrigido no dia 02 de março;

3 – A MTI informa ainda que o sistema do Detran é um dos mais complexos do Estado de Mato Grosso, contendo mais de 40 integrações com outros órgãos, sistemas, e aplicativos como a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), MT-Cidadão, SERPRO, entre outros;

4 – Ocasionalmente, este alto número de integrações, que vem justamente para facilitar a vida do cidadão ao concentrar as informações em um só órgão, pode deixar o sistema do Detran instável;

5 – Para prevenir novas instabilidades e problemas com alto fluxo de dados, a MTI está atualizando toda a infraestrutura tecnológica, o Sistema e expectativa é que a atualização seja totalmente realizada em 45 dias.

Matéria: Benedito Alencastro | Miranda News

*Crédito: G1 MT 05/03/2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *