Outubro fecha com 5.249 reclamações junto ao Procon-MT; energia elétrica representa 39%

Energia elétrica chegou a quase quatro vezes mais que a média de reclamações registradas em meses anteriores

Assessoria | Procon-MT

Nova sede do Procon-MT – Foto por: Fernando Campos/ Procon-MT

Nova sede do Procon-MT

A | A

Em outubro deste ano, o total de reclamações junto ao Procon estadual chegou a 5.249 registros. Foram  3.633 reclamações via Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) e 1.616 pela plataforma consumidor.gov.br. A energia elétrica representa 39% do total de reclamações.

Neste período, a energia elétrica não só foi o serviço mais reclamado junto ao Procon-MT, como também registrou um aumento quase quatro vezes maior que a média dos meses anteriores – que era de 536 registros. Foram 1.779 reclamações contra a concessionária de energia pelo Sistema Nacional de Informações de Defesa do Consumidor (Sindec) e 301 pela plataforma consumidor.gov.br, um total de 2.080 registros.

Assim, a área de “Serviços essenciais” se mantém no topo do ranking do Procon-MT, com 2.490 registros. Atrás de energia elétrica aparecem: “Água/Esgoto”, com 403 reclamações, e “Telefonia Celular”, com 197. Nos três assuntos que ocupam o topo do ranking, a cobrança indevida/abusiva é o problema mais reclamado pelos consumidores, sendo: “Energia elétrica”, 1.690; “Água/esgoto”, 367; e “Telefonia Celular”, 123.

Em segundo lugar no ranking, aparece “Assuntos Financeiros”, que fechou outubro com 589 reclamações, sendo: 192 registros para o assunto “Banco Comercial”, 156, para “Financeira” e 116, para “Cartão de Crédito”.

A área “Produtos” ficou na terceira posição, com 297 registros. No assunto “Botijão de Gás” foram registradas 48 reclamações; “Telefone (Convencional, Celular, Interfone, Etc.)” teve 30; e “Combustível Automotivo (Gasolina, Álcool, Diesel, Gás)”, 28 registros.

A quarta posição ficou com a área “Serviços Privados”, com 193 registros. Para o assunto “TV Por Assinatura (Cabo, Satélite, Etc.)” foram 34 reclamações; “Informática (Ex.:Provedor de Acesso a Internet)”, 29; e  “Escola (Pré, 1º, 2º Graus e Superior)”, 24.

A área “Saúde” ocupa o quinto lugar do ranking com 42 reclamações. Em seguida, aparece a área “Habitação”, com 14 registros. A sétima e última posição do ranking é ocupada pela área “Alimentos”, com oito registros.

Atendimento online

Na plataforma www.consumidor.gov.br o Procon Estadual registrou 1616 reclamações em outubro deste ano. A área ”Serviços Financeiros” lidera com 517 reclamações. Em segundo lugar estão ”Telecomunicações”, com 424  reclamações; e em terceiro, “Água, energia e Gás”, com 303.

Confira a lista

ÁreaNº de Reclamações
Serviços Financeiros517
Telecomunicações424
Água, energia e Gás303
Produtos de telefonia e informática109
Demais Produtos68
Transporte66
Demais Serviços47
Produtos eletroeletrônicos e eletrodomésticos47
Saúde23
Turismo/Viagens10
Educação2

As áreas “Habitação” e “Alimentos” não apresentaram registros no mês de outubro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *