Três dentistas são presos fraudando ponto de trabalho.

Yuri Ramires
yuri@gazetadigital.com.br
João Vieira

Dentistas que atuavam como servidores públicos no município de Juara (709 km ao Médio-Norte de Cuiabá) foram presos após serem flagrados fraudando o ponto eletrônico em unidades básicas de saúde.
 
Foram 4 meses de investigação conjunta entre a Polícia Civil e o Ministério Público Estadual (MPE), que ficou constatada a conduta dos servidores, que chagavam para bater ponto e depois iam embora. 
 
Leia também – Homicídios de jovens aumentam 25% no estado em 10 anos
 
Conforme o MPE, depois que chegavam aos locais de trabalho, os dentistas esperavam um pouco e saiam, alguns dias iam para casa, outros para consultórios particulares.
 
Só retornavam no final do expediente, para bater o ponto da saída. 
 
Os profissionais foram autuados pelo crime de falsidade ideológica.
 
Em audiência de custódia, a Justiça estabeleceu uma fiança de R$ 14.970 para dois dos profissionais e R$ 10.978 para o outro, que teria uma remuneração mensal inferior. 
 
Foi informado ainda pelo MPE, que os dentistas também vão perder a função pública e ressarcir ao erário, conforme prevê a Lei de Improbidade Administrativa. 
 
O inquérito será encaminhado para a Prefeitura de Juara, que irá instaurar um Procedimento Administrativo Disciplinar (PAD).
 
(Com informações da Assessoria de Imprensa)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *